DeficienteOnline.com.br Currículo e Vagas para profissionais com deficiência.

Chinesa sem pernas anda quilômetros de distância diariamente para chegar ao trabalho

TAGS:
Superação, Trabalho de deficientes
    • 29/01/2015
    • Fonte: Pessoas Com Deficiência
    • Lei de Cotas para PCDUma mulher chinesa se recusa a usar próteses após perder seus pés em um acidente de infância, e anda quilômetros sobre os joelhos diariamente para trabalhar.

      Hu Fenglian protege seus joelhos com um pano e um par de borrachas velhas aproveitadas de um ônibus, usando como sapatos todas as manhãs para ir ao trabalho.

      Ela anda por quilômetros de sua casa, no fundo das montanhas de Guangxi, província ao sul da China, para o seu trabalho na aldeia de Lumberyard.


      Chinesa Hu Fenglian perdeu parte das pernas em acidente quando era criança, mas diz contente por ter sobrevivido e se esforça para ir trabalhar diariamente, andando sem ajuda.

      O acidente de Huaconteceu quando ela tinha apenas seis meses de idade. Depois de cair em um fogão muito aquecido, ela ficou gravemente ferida e teve que amputar parte das pernas.

      Local de Trabalho da Chinesa.

      Mais tarde Hu ganhou próteses, mas preferiu continuar como estava, uma vez que já havia se adaptado. Ela conta que as pernas incham-se, além de doerem e inflamarem.

      O acidente não foi a única tragédia na vida de Hu. Em 1982, seu marido abandonou-a junto com seu bebê de apenas quatro meses.


      Apesar do que passou, ela conta que não tem raiva e não se tornou uma pessoa amarga, por acreditar que sua vida não foi injusta, pois ela sobreviveu ao acidente.

      A incrível mãe de 50 anos diz, apenas, sentir-se culpada por não poder dar uma vida melhor à filha.

      Caminho até o trabalho

      Ela trabalhou a maior parte de sua vida no campo, mas conta que também já trabalhou em uma mina. “Meus princípios são simples. Compartilhar, fazer amigos e trabalhando duro. Não me importo em receber menos desde que eu tenha uma equipe feliz e companheira.”

      Desde outubro do ano passado, Hu trabalha em uma fábrica de madeira local, graças a ajuda da associação de deficientes de sua região.


    • Compartilhe com seus amigos (o que é isso?)

voltar

publicidade
deficienteonline.com.br
Curta o DeficienteOnline.com.br no facebook.+DeficienteOnline.com.brSiga o DeficienteOnline.com.br no LinkedIn.Siga o DeficienteOnline.com.br no twitter.